Com o avanço nas tratativas de leilão da faixa 5G no Brasil, vamos aprofundar as expectativas de mudança no comportamento das pessoas e cultura das empresas pelo implemento das novas possibilidades em mobilidade e os impactos nas rotinas de trabalho.

Apresentamos a seguir, a tradução de alguns trechos de um estudo elaborado pela AWA (Advance Workplace Associates) sobre métodos de trabalho e gerenciamento remotos.

Boa leitura!

Progressivamente as pessoas estão gastando uma porção cada vez maior de seu tempo trabalhando fora do escritório convencional. As principais diferenças entre trabalhar no escritório e trabalhar à distância estão começando a ser compreendidas.

Neste artigo, perguntamos: “Qual é a diferença entre gerenciar e trabalhar à distância? O que você precisa para adicionar para compensar o que você perde por não trabalhar junto à sua equipe num mesmo escritório”.

Qual a diferença de distância?

Tome um cenário típico de escritório tradicional: com um líder e uma unidade de 40 pessoas, com talvez 5 subordinados diretos, cada um com uma equipe de 6 ou 7 pessoas, onde todos trabalham no escritório diariamente. A primeira coisa a observar é que todos compartilham um único contexto social, cultural e físico. Isso facilita as coisas. Você pode ver e ouvir pessoas e entender o que está acontecendo. Você percebe se as pessoas são felizes ou infelizes, cansadas ou energizadas, em boa forma e saudáveis. Se houver problemas em casa, na vida doméstica de uma pessoa, é provável que ela confie em alguém, entendendo que sempre há alguém em quem confiar. Se as pessoas estiverem trabalhando demais, brincando ou tendo uma conduta reprovável, isso geralmente será fácil de detectar. Se um indivíduo exibe sinais incomuns de frustração, raiva ou estresse, isso também é visível. Do ponto de vista da liderança, isso facilita o trabalho, porque todos estão juntos, compartilhando o mesmo mundo e os líderes podem “sintonizar” o que está acontecendo.

Mas no mundo do gerenciamento à distância, perderemos alguns dos sinais automáticos que recebemos no escritório e que nos dizem como as pessoas são ou estão. Portanto, precisamos gerar um maior nível de pertencimento, honestidade e confiar para que as pessoas permaneçam leais aos interesses dos negócios. Esperamos que sintam-se à vontade para informar aos outros exatamente o que está acontecendo em seus “mundos particulares”.

É necessário criar um ambiente “seguro”, onde as pessoas estejam preparadas para se abrir e se sintam à vontade para expor mais de seus verdadeiros sentimentos e a si mesmos no trabalho, sem o medo de que essas informações os enfraquecem de alguma forma.

Estabelecendo as bases para o sucesso sustentado

Mudar para um modelo de trabalho à distância pode ser emocionante e divertido nos primeiros meses, mas depois que a novidade acaba, é quando você percebe que precisa colocar algo novo para garantir que todos aproveitem ao máximo a experiência.

Então, o que você coloca de novo na mistura para substituir o que a equipe perde quando não estar trabalhando reunida todos os dias? A partir de nossa própria experiência em trabalhar à distância por mais de 20 anos, além de nossa pesquisa e trabalho com clientes, reconhecemos várias áreas que precisam ser aprimoradas para que o trabalho à distância seja uma experiência sustentável e satisfatória para todos.

Tecnologia – não pode substituir totalmente as pessoas que se reúnem no mesmo espaço físico, mas pode ajudar de alguma forma.

Para que o trabalho à distância funcione bem, descobrimos que é necessária uma rica infraestrutura de TI com pessoas que se sentem bem à vontade no uso dessa tecnolgia. Essas ferramentas incluem:

Ø Ferramentas de redes sociais empresariais Como o Facebook, mas dentro do seu firewall da empresa. Isso permite formar comunidades de interesse, permitindo que pessoas com interesses comuns compartilhem e se conectem

Ø Áudio / Vídeo Permite que você tenha várias chamadas de videoconferência do seu PC

Ø Aplicativos e programas de compartilhamento: Permite que outras pessoas vejam sua tela enquanto você estiver em uma chamada de conferência de áudio ou vídeo.

Ø Indicadores de Presença/Atividade: Isso permite que você veja se seus colegas estão ativos em seus computadores e se eles estão disponíveis. Você pode fazer contato instantaneamente por meio de uma mensagem ou uma chamada de áudio ou vídeo

foto by jcomp em freepik.com

Gerenciamento de relacionamento:

Para ser eficaz, o líder precisa incentivar e manter relacionamentos reais dentro da equipe, conhecendo as pessoas e entendendo seus mundos. Mas o líder também deve assumir a responsabilidade de cultivar relações de confiança no time, fazendo com que as pessoas se conheçam melhor e possam trabalhar mais efetivamente.

Gerenciamento de Confiança:

Esse é um assunto importante, mas basta dizer que as pessoas precisam ser competentes para realizar seu trabalho à distância (o que pode significar mais treinamento) e confiáveis ​​para atuar no interesses da organização, ou seja, fazer o que eles dizem que vão fazer, estar onde eles dizem que estarão, estar disponível quando eles dizem que estarão etc. Cada indivíduo deve assumir a responsabilidade pelas percepções que outros têm da capacidade de serem “confiáveis”.

Quando as pessoas não estão onde deveriam estar ou não se comportam como os demais esperam, isso pode muitas vezes (muito rapidamente) levar a uma diluição da confiança. Quando estamos trabalhando à distância, há muito mais oportunidades para as pessoas tirarem conclusões (às vezes erradas) sobre o que está acontecendo.

Comunicação:

Para que o trabalho à distância funcione bem, as comunicações precisam ser mais regulares, exatas e precisas. Em chamadas de áudio / vídeo, é necessário verificar se as mensagens e entendimentos transmitidos pelo ‘remetente’ foram recebidos pelo ‘destinatário’ e se o significado do que foi enviado foi recebido de forma autêntica. Habilidades auditivas aprimoradas também são fundamentais. Dedique um tempo para conversar com as pessoas, prestando uma atenção mais consciente ao ouvir nuances de linguagem e tom que fornecem pistas para o que está acontecendo no mundo da outra pessoa.

Gerenciamento de carga de trabalho:

Quando as pessoas trabalham mais tempo fora, há sinais menos óbvios de excesso ou falta de trabalho, ansiedade, estresse ou tédio. Para ser eficaz no gerenciamento da carga de trabalho, um líder deve, no mínimo, manter um entendimento atualizado da lista de pendências de trabalho que um indivíduo tem em circulação, juntamente com uma visão realista do tempo e recursos necessários para entregar a lista de pendências.

Gerenciamento de desempenho: Muito já foi escrito sobre gerenciamento de desempenho. A essência disso é que as pessoas precisam ser gerenciadas por resultados e não por presença. Objetivos claros, discutidos e evoluídos com os membros da equipe devem ser atribuídos e revisados ​​em intervalos regulares (não anualmente!) Para garantir que o desempenho esteja no caminho certo.

Gerenciamento de comunidade: esse é engraçado. Quando um líder pensou que era responsável por manter os laços sociais de uma equipe de trabalho?! No entanto, descobrimos que isso é de vital importância no mundo do gerenciamento à distância. A confiança é uma função de conhecer a pessoa real, que é tão importante para as pessoas quanto para os líderes. Organizar reuniões e encontros regulares para discutir assuntos de trabalho, mas com um grande elemento social é vital. Ocasionais churrascos, almoços ou eventos usando teleconferências com vídeo e áudio, desempenham um papel muito importante na manutenção de um senso de comunidade. Estes são todos os ingredientes para manter o conforto e a coesão social.

Inteligência emocional. Para resumir os principais recursos de gerenciamento necessários para gerenciar com êxito equipes e indivíduos à distância, precisamos falar sobre o assunto da Inteligência Emocional. A Inteligência Emocional pode ser descrita como a capacidade de monitorar os sentimentos e emoções de alguém e de outros, discriminar entre eles e usar essas informações para orientar os pensamentos e ações de alguém. Para que os gerentes sejam eficazes em liderança de equipes à distância, acreditamos que é necessário um nível mais alto de inteligência emocional. Uma consciência mais consciente dos próprios sentimentos e um maior foco e preparação para entender a vida e os sentimentos dos membros da equipe e modificar as ações de acordo. Em outras palavras, é uma maneira de entender o mundo do funcionário.

Conclusão

Por mais atraente que seja, a ideia de que podemos simplesmente esvaziar nossos escritórios, despedir-nos de nossa equipe e fazer com que todos trabalhem à distância o tempo todo, é totalmente equivocada. Para formar equipes eficazes, precisamos de um novo estilo de liderança e da equipe, com pessoas com qualificação superior e líderes que tratam as pessoas como indivíduos únicos e que reconhecem suas necessidades.

Como sua empresa trabalha a rotina de trabalho remoto? Os indicadores de gestão apresentados, são compatíveis com o que existe em sua empresa hoje?

Escreva nos comentários como funciona sua rotina de trabalho remoto.

Fonte: https://www.advanced-workplace.com/wp-content/uploads/2015/05/MAAD-White-Paper_Final.pdf

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Copy link
Powered by Social Snap