Rodrigo Calazans

Como trabalhar de casa e superar o desafio de estar com os filhos o tempo todo?

Quem está em Home Office e tem os filhos em casa o tempo todo, já percebeu que as novas tarefas vão além de preparar as refeições e ajudar na “lição de casa”. Como agora todas as lições são “lições de casa”, conseguir equilíbrio entre suas tarefas do trabalho e o apoio que os “poderosos chefinhos” demandam, é um desafio.
Com escolas e escritórios fechados, os pais podem descobrir que sua lista de tarefas aumentou, não diminuiu. Alguns estão se adaptando ao trabalho em casa pela primeira vez, com o estresse e os problemas técnicos que isso pode trazer. Muitos estão navegando em sua primeira tentativa de educação em casa, bem como monitorando as notícias, preocupando-se com parentes e descobrindo a melhor maneira de manter os armários da cozinha abastecidos.

As mudanças causadas pelo COVID-19 e o “Novo normal” no escritório.

Avançamos mais uma semana em isolamento, a quantidade de “webinares” (não estou certo de que esse seja o plural correto) sobre o tema, reflete o quanto as expectativas acerca do “novo normal”, está provocando reflexões e demandando a previsão de cenários no mercado de escritórios. A preocupação não se restringe às estratégias em “C Level”, mas a definição da lista de ajustes e escala de prioridades será definida e liderada por profissionais de arquitetura/design de interiores, gestão de ativos imobiliários e gestão de facilities.
Mas há uma grande diferença entre ser uma empresa basicamente remota e ter uma ótima cultura de home-office.
Como sua empresa está se preparando para o regresso dos colaboradores ao escritório? Quais protocolos ou novas regras de trabalho já foram definidas?

A volta ao escritório e a recuperação pós Covid-19.

Conforme avançamos frente aos desafios impostos pela crise de saúde, trabalhadores e gestores imaginam quando poderão voltar à rotina de trabalho no escritório (certamente uma nova rotina), retomando o contato pessoal com colegas e clientes. Muitas incertezas povoam as expectativas de todos.
Não se trata de acender as luzes novamente e entregar máscaras na porta para os colaboradores que retornam. Para a maioria dos executivos, a tarefa em questão será mais como iniciar um negócio (de um novo ponto de partida) e menos como retomar um negócio.

Gestão baseada em dados e o conceito de Smart Office.

A gestão baseada em dados é uma tendência em todas as áreas corporativas. Ferramentas tipo Analytics norteiam a tomada de decisão desde a implantação dos sistemas de BI há vinte anos aos algoritmos que direcionam campanhas publicitárias de hoje.
Um Smart Office é um local de trabalho em que a tecnologia permite que as pessoas trabalhem melhor, mais rápido e com mais inteligência.

O Home Office como regra a partir de agora.

O Home Office como regra a partir de agora. Que a experiência de Home Office, causada pela crise de saúde, foi um ponto disruptivo para a maioria das empresas, não é novidade. Interessante contudo, perceber como as empresas já percebem um ganho de produtividade dos colaboradores nesse modo de trabalho e já consideram aumentar o uso dessa forma de trabalho para parte dos times.

As estratégias digitais não configuram mais um diferencial competitivo, mas uma regra básica na eficácia organizacional.

Conforme avança o tempo em isolamento, os elementos positivos e desafiadores do trabalho remoto, se tornam cada vez mais evidentes. Coordenar o trabalho remoto e as ferramentas digitais são um elemento adicional na gestão. A cultura digital é mais profunda e estratégica que o trabalho remoto.
Quando as empresas avaliam o estado atual de sua organização, elas geralmente se concentram em quatro áreas principais, ou lentes, que fornecem uma visão de como o trabalho está sendo realizado: organização, cultura e comportamento, força de trabalho e custos.
Saiba mais

planejamento remoto

A metodologia de gestão de mudanças e os ciclos de superação.

A páscoa é símbolo de recomeço. Tanto na tradição judaica, onde a Pessach marca a saída do povo hebreu do Egito, quanto na tradição cristã da ressurreição e superação da morte, a superação e recomeço.
Vivemos um momento particular no tocante aos desafios impostos pela crise de saúde do Covid 19. A projeção de crise econômica gerada pelo isolamento social trará novas exigências de inovação e superação de dificuldades.
Nesse cenário, a aplicação da metodologia de Change Management, para comunicar as mudanças na estratégia diante da nova realidade se mostra mais relevante que nunca.

Expressões religiosas e espiritualidade no ambiente de trabalho.

Abril é o mês da páscoa para cristãos e judeus, sendo para os cristãos a principal data no calendário religioso. É uma oportunidade de reflexão sobre como a expressão religiosa se faz presente no ambiente de trabalho.
há que se pensar na liberdade de expressão religiosa como uma ferramenta para agregar os colaboradores, evitando que divergências entre grupos com expressões divergentes crie divisões e distanciamento. Trabalhar a espiritualidade de forma paralela à expressão religiosa é um desafio para gestores de todas as áreas, especialmente RH e Facilities.
Diante disso, o quanto se pode direcionar essas expressões para gerar engajamento e proximidade? Como construir experiências espirituais, agregando todas as vertentes religiosas?

As tipologias de espaço de trabalho e a rotina em home office.

Todos os colaboradores têm necessidades específicas em aspectos físico, cognitivo, emocional e de suporte tecnológico relacionadas ao trabalho. Vamos tratar de todas elas por tópicos, trazendo pontos de tangência nas configurações residenciais do espaço com vistas ao atendimento de cada uma. Para tanto, é importante ter um mapa das atividades comuns na rotina que ajude a esclarecer quais as demandas específicas de cada atividade, com base nos aspectos acima.
Saiba mais.

Como criar um local de trabalho mais seguro para as mulheres?

Retomando março como o mês das mulheres, deixaremos de lado impactos e cuidados da crise gerada pelo coronavirus. Falaremos sobre ambientes de trabalho mais seguros para as colaboradoras.
Medidas rigorosas podem ser adotadas para evitar qualquer tipo de violência ou assédio às mulheres. No entanto, também é recomendável que as mulheres sejam treinadas para se protegerem quando ocorrer um incidente desse tipo.