Por conta da pandemia do COVID-19, as empresas foram forçadas a colocar seus funcionários em trabalho remoto, em grande parte sem planejamento prévio. Ao efetuar essa mudança elas acabam tendo de enfrentar diversos desafios como:

  • Criar engajamento
  • Controlar as atividades
  • Alinhar as entregas
  • Mensurar a jornada de trabalho
  • Manter a boa comunicação
  • Controlar o clima organizacional
  • Integrar arquivos e sistemas com segurança de informação
  • Lidar com as limitações da infraestrutura residencial dos colaboradores

A solução ficará a cargo do gestor, que em muitos casos nunca teve que lidar com times remotos. Além disso, por mais que se forneça acesso seguro aos sistemas da empresa, em sua maioria eles não estão adaptados para esse novo modelo de trabalho. Além da dificuldade em lidar com o home office, os gestores também precisam se conscientizar que seu mercado mudou. Clientes e fornecedores também estão passando por essa situação e por isso precisam de novos modelos de entrega, pagamento, condições, entre outros.

A implementação do home office precisa levar em conta as mudanças organizacionais e mercadológicas que estamos vivendo, o que implica reformulação das estratégias de negócio como um todo. Perguntas que já estavam respondidas para muitas empresas – qual produto, qual qualidade, qual prazo, qual canal de venda – ficaram mais complexas, em razão de custos, logística e questões sanitárias adicionais. Tudo isso somado à incerteza e à instabilidade do momento, em que as respostas para essas perguntas podem mudar de uma semana para outra.

imagem de freepik.com

Também se deve ter em vista que muitas das soluções implementadas neste momento de crise foram improvisadas. Não é pouco organizar a rotina de trabalho e as plataformas que serão utilizadas para gerir o trabalho remoto, mas isso não basta! É preciso considerar o treinamento técnico e o preparo psicológico dos colaboradores para lidarem com essa mudança tão drástica.

Esses desafios refletem novas oportunidades: este pode ser o momento ideal para sua empresa se reposicionar, desde tirar do papel aquela transformação digital, até a criação de novos produtos para atender novos mercados. Tudo isso pode determinar o futuro da sua empresa.

O home office pode ser implementado para tapar um buraco, tentando estancar perdas, ou pode ser algo estratégico, reduzindo custos no curto e no longo prazos e melhorando o fluxo de informações da companhia. Sua empresa está preparada para se beneficiar desse novo modelo de trabalho?

Agradecimento ao Miguel Silva pela colaboração no conteúdo e na revisão do texto.

https://www.linkedin.com/in/vitorvfmf/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Copy link
Powered by Social Snap