Meeting the Staff

Workplace Strategy Trends

Seu escritório como catalisador de cultura, performance e engajamento

Estamos em meio a um processo de mudança social jamais observado. São cada vez mais comuns os métodos de gerenciamento que reconhecem as necessidades holísticas das pessoas e buscam fomentar o melhor resultado e desenvolvimento dos indivíduos e de suas organizações.

Como atender aos talentos das novas gerações? Quais as ferramentas de suporte tecnológico, físico, cognitivo e emocional adequados às demandas particulares destes indivíduos? Se você espera resultados extraordinários, oferece ferramentas equivalentes ao potencial de sua empresa e equipe?

 
 
  • Rodrigo Calazans

Cinco etapas para iniciar sua estratégia de experiência do funcionário.

Atualizado: 7 de Mai de 2019


mapa de empatia by Paula Quaiser



Em continuidade ao desenvolvimento da estratégia de Experiência do Funcionário, compartilho um guia prático para ajudar a definir o caminho a ser trilhado baseado em dois cases que compartilham a experiência e o aprendizado já acumulados.


É crítico entender que esta política de RH tem peso estratégico fundamental na construção de uma cultura de performance e engajamento. Entre os fatores de experiência, vale ressaltar que cada colaborador possui necessidades particulares nos aspectos físicos, cognitivos e emocionais relacionados ao ambiente de trabalho.


Para vencer a guerra por talentos, as empresas precisam de uma ótima estratégia de experiência do funcionário que aborde a cultura, o espaço de trabalho e a tecnologia. A seguir alguns itens essenciais que você precisa para começar, segundo matéria da TechTarget.


"Se eu pensar na língua que usei como profissional de RH, digamos 18 meses atrás", disse Paul Davies, líder de experiência de funcionários da General Electric, "os termos persona, experiência do usuário, interface de usuário, momentos que importam, storyboards, mapas de jornadas simplesmente não estavam no meu vocabulário”


Davies se concentra em criar uma ótima experiência para os funcionários da GE. É um conceito que alguns acreditam ser uma exigência na guerra por talentos. Além de ser fortemente influenciada pelo design thinking, a experiência do funcionário tende a emprestar muito das estratégias de experiência do cliente. Também requer que os líderes abordem os problemas do que pode ser um novo caminho, incluindo a colaboração em toda a organização.


A esta altura, Davies disse que ele agora trabalha em vários departamentos todos os dias - incluindo TI - já que a experiência do funcionário é "tão influenciada pelas ferramentas e tecnologias que os funcionários usam para serem produtivos em seus trabalhos. "


Em termos de tecnologia de RH, isso significa olhar para ferramentas, como seus sistemas de gerenciamento de talentos, a facilidade de sites de RH voltados para funcionários, ferramentas móveis e software que possibilitam feedback. Mas também significa examinar todos os outros sistemas de escritório e hardware, bem como se os espaços físicos permitem a produtividade e, especialmente crítico, o efeito que a cultura de sua empresa está surtindo. De fato, projetar a melhor estratégia de experiência do funcionário para sua empresa, significa examinar e estar disposto a melhorar tudo o que afeta o trabalho dos funcionários.


Assim como você não esperaria que trazer flores para um parceiro resolvesse os principais problemas de relacionamento, você não pode esperar que simplesmente distribuir regalias superficiais ou novas tecnologias resolvam problemas sistêmicos. Para esse fim, aqui estão algumas idéias para ajudá-lo a começar a projetar uma experiência de trabalho verdadeiramente melhor.


1. Reúna e analise dados de funcionários

"Provavelmente, um dos elementos mais cruciais ao projetar a experiência do funcionário é apenas conhecer o seu pessoal", disse Jacob Morgan, um estudioso do local de trabalho e autor do recente livro The Employee Experience Advantage. Para começar, é preciso haver conversas individuais, mas também é necessário usar ferramentas de feedback fáceis de usar.

A análise de dados é fundamental para criar uma estratégia de experiência do funcionário, disse Morgan.

"Você pode precisar coletar novos dados. No entanto, primeiro examine e entenda os dados que você já está coletando."


2. Compreenda as estruturas de experiência do cliente interno/usuário colaboardor

Samuel Stern, analista na pesquisa de experiência do cliente e do colaborador na Forrester, disse que a definição da Forrester de experiência do funcionário "reflete muito nossa definição de experiência do cliente". De fato, Stern disse que vê muitas empresas tirando ferramentas das práticas de experiência do usuário, design e experiência do usuário, como pesquisa observacional e mapeamento de viagens (uma ferramenta para ajudar a entender o que um cliente realmente quer) e aplicá-las à experiência do funcionário.

Em outras palavras, pense em customização.

"Assim como a página da Amazon de uma pessoa parece diferente da outra, é importante usar uma abordagem personalizada com os funcionários."


3. Considere toda a experiência

Para a GE, o mais alto nível de experiência do funcionário é o objetivo em todo o processo - desde a experiência do candidato até o momento em que um funcionário deixa a empresa. Isso inclui até mesmo aqueles que não foram contratados.

A investigação da GE sobre esses marcos também gerou informações críticas. Por exemplo, Davies disse que a empresa descobriu que 40% dos funcionários tomaram a decisão de que a GE é o lugar onde eles querem trabalhar durante sua reunião presencial no local, uma visão obtida a partir de pesquisas e pedidos diretos. Com esse insight, a empresa pode dar ainda mais atenção a esse poderoso marco.


4. Aprenda com a vanguarda, depois personalize

Davies aconselha aprofundar os novos conceitos relevantes para formar sua estratégia de experiência do empregado. "Saia e explore", ele disse. "Foi o que fiz nos primeiros 100 dias." Por exemplo, Davies se reuniu com especialistas da Disney e Airbnb, bem como empresas de tecnologia, startups, organizações sem fins lucrativos e empresas de consultoria.

Davies levou o que aprendeu de volta à GE - com uma reviravolta:

"Acho que entender a prática do mercado e torná-la relevante para o seu negócio é importante."

A experiência dos funcionários é um tema novo, disse Morgan, e criar a melhor experiência de trabalho para a sua empresa tem que ser um processo personalizado. As empresas precisarão abordar os três ambientes que ele acredita que constituem a experiência do funcionário - cultura, tecnologia e espaço físico -, mas o restante será individual. "O que o Google faz será muito diferente do que a Apple ou o que a Netflix faz".

O feedback necessário para informar uma estratégia eficaz de experiência do funcionário pode ser coletado em uma infinidade de maneiras, incluindo software de pesquisa de funcionários e software de gerenciamento de desempenho, para citar apenas dois.


5. Abraçar o envolvimento e as mudanças inter-funcionais.

O CEO, o RH, a liderança em todos os níveis, os funcionários - todos eles são importantes na criação de uma empresa com funcionários produtivos e felizes. Como acontece com qualquer outra iniciativa importante, o apoio do CEO é fundamental.

Morgan disse que empresas como a Airbnb e outros destaques no espaço da experiência do empregado demonstram isso concretamente.

"Os CEOs dessas organizações comprometem-se com as pessoas envolvidas em investimentos em experiência [de empregados] e fazem isso na frente de todo o mundo".


Fontes:

https://searchhrsoftware.techtarget.com/feature/Five-steps-to-kick-start-your-employee-experience-strategy


https://canvasacademy.com.br/mapa-de-empatia-2/

Laptop & Coffee

Vamos marcar um café?

Um café e boa conversa, sempre fazem bem.

São Paulo - SP