Na sequência da adaptação à rotina de Home Office, vamos tratar do atendimento às demandas por tipologias no escritório e como adaptar parcialmente o trabalho em casa, para melhor atendimento das necessidades humanas.

No post dessa semana, vamos discorrer sobre as necessidades do trabalho remoto e vamos trazer uma tradução livre de artigo da plataforma de suporte ao trabalho remoto “timedoctor.com” sobre como construir um time descentralizado de maneira produtiva e coesa.

Boa leitura!

Como já descrito em posts anteriores do blog, todos os colaboradores têm necessidades específicas em aspectos físico, cognitivo, emocional e de suporte tecnológico relacionadas ao trabalho. Vamos tratar de todas elas por tópicos, trazendo pontos de tangência nas configurações residenciais do espaço com vistas ao atendimento de cada uma. Para tanto, é importante ter um mapa das atividades comuns na rotina que ajude a esclarecer quais as demandas específicas de cada atividade, com base nos aspectos acima.

É importante pensarmos num “framework” dividindo as atividades em trabalho individual ou em grupo, adicionando a necessidade de foco e privacidade ou colaboração e interação.

– Demandas Físicas:

Todos temos necessidades de suporte ergonômico adequado, com um espaço limpo e arejado, bem iluminado. Preferencialmente com uma mesa em altura adequada, uma cadeira giratória com o suporte de ergonomia apropriado e um monitor ou suporte de notebook para alinhamento visual à tela em altura correta.

Além dos equipamentos básicos de suporte, também é necessário ter em mente uma rotina de variação postural, com mudanças na altura em que nos sentamos para trabalhar. Essa alteração, visa proporcionar o relaxamento nos grupos musculares tensionados em cada uma das posturas adotadas e deve ser programada para cada duas ou três horas. Passar uma pequena parte do dia sentado um sofá, um pouco mais baixo que a mesa de trabalho, com o notebook no colo, tem um efeito positivo no relaxamento do grupo muscular tensionado na nossa postura “padrão” de trabalho. Também é interessante encontrar uma alternativa mais alta para trabalhar em pé. Uma bancada de cozinha mais alta pode ser uma alternativa.

– Demandas Cognitivas:

Nossas necessidades cognitivas estão relacionadas a contribuirmos de forma significativa com nosso conhecimento e análise crítica nas soluções de problemas. Também é parte dessa necessidade, aprendermos e compartilharmos nossos conhecimentos com nossos colegas e ferramentas de formação da empresa, tanto numa dinâmica mais formal quanto de maneira informal e espontânea.

Embora o relacionamento em esfera virtual não seja tão efetivo na criação de vínculos pessoais, pelo menos para gerações anteriores aos Millenials, mas ainda tem grande eficiência nos processos de colaboração e aprendizado com os colegas.

Um aspecto importante no atendimento da demanda cognitiva é a necessidade de privacidade para tarefas específicas que exijam mais concentração. Procure um espaço reservado para tanto ou combine com sua família e pessoas que dividem o espaço com você e proponha um período específico em que um ambiente da casa esteja em modo “indisponível”.

– Demandas Emocionais:

Nossas demandas emocionais relacionadas ao trabalho, fazem referência à natureza social dos seres humanos. Somos seres sociais em maior ou menor nível, e precisamos nos conectar às pessoas com vínculos pessoais.

Trabalhar os pontos de interesse comuns aos grupos de colaboradores, são ferramentas úteis e de fácil coordenação pela empresa, mesmo em isolamento físico.

Propor momentos de descontração com encontros virtuais para tomar uma cerveja ou um treino físico remoto ou mesmo uma aula de idioma por streaming, podem reduzir a sensação de distanciamento. Dessa forma, é possível ajudar inclusive a construir um melhor atendimento à demanda cognitiva de colaboração entre os colaboradores.

– Suporte Tecnológico:

Essa é a demanda mais rapidamente atendida no ambiente recluso de casa. Naturalmente, a tecnologia é o suporte necessário para que as equipes continuem trabalhando.

Softwares gratuitos como Skype, Hangouts e Zoom permitem reuniões virtuais e podem trazer uma sensação de proximidade à equipe, reduzindo o sentimento de isolamento. Há ainda outros como Trello para gestão de tarefas e processos que podem ajudar a organização de atividades e gestão do progresso da equipe.

Entenda se existem demandas específicas que não podem ser atendidas em casa, converse com sua liderança e busque uma alternativa de atendimento à cada uma.

– Biofilia

A biofilia se traduz pelo contato com a luz do sol, cores e texturas naturais. Traz, um estímulo que cobre os aspectos físicos, cognitivos e emocionais, criando uma influência positiva que afeta o “mindset” de todas as pessoas e abre novos padrões na busca de soluções. Ter acesso à luz natural e respeitar os horários de trabalho, permite ao ambiente influenciar o ritmo de trabalho, em consonância com o ciclo circadiano de funcionamento do organismo e acompanhando a produção dos hormônios de estímulo e relaxamento ao longo do dia.

imagem de rawpixel.com

A seguir, o texto da “timedoctor.com” sobre como fortalecer sua equipe remota.

A criação de equipes virtuais é uma maneira fácil e fantástica de aumentar a produtividade, a comunicação, a confiança e a coesão da equipe.

O trabalho remoto é ótimo. Permite flexibilidade, diversidade de ideias e qualificações e uso mais eficiente do tempo. Mas e a conexão emocional que os funcionários das empresas em ambientes partilhados nas conversas em bebedouros e outras pausas para o café?

As equipes de trabalho virtuais que não possuem uma ligação forte, podem fazer com que os funcionários se sintam desvalorizados. Isso pode prejudicar a produtividade e dificultar a contribuição efetiva dos membros da equipe.

De acordo com a Harvard Business Review, “amizades íntimas aumentam a satisfação dos funcionários em 50%”. Afirma ainda que “as pessoas com um melhor amigo no trabalho têm sete vezes mais chances de se envolver totalmente em seu trabalho”.

As equipes remotas podem não ter o mesmo contato pessoal que os funcionários colocados no escritório, mas isso não significa que eles precisam ser desconectados um do outro.

O Bit.AI relata que “97% dos funcionários e executivos acreditam que a falta de alinhamento dentro de uma equipe afeta o resultado de uma tarefa ou projeto”.

Então você vê, o vínculo é essencial para formar uma equipe coesa!

A ligação de equipe virtual aumenta a produtividade, eficiência e colaboração dentro de equipes remotas. Faz com que os funcionários se sintam conectados e valorizados, o que, por sua vez, os torna altamente dedicados a suas tarefas específicas e à organização em geral.

Entre em contato para saber como podemos ajudar.

Fonte:

www.timedoctor.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Copy link
Powered by Social Snap